As mulheres que queremos ser

Poderíamos começar nossa homenagem de uma forma clichê, listando alguns dos adjetivos que talvez ajudem a descrever o que é uma mulher. Mas dessa vez não. Não faremos isso por saber que mulheres não cabem em palavras, por entender que mulheres não se encaixam em padrões, e, sobretudo, por respeitar a liberdade feminina de ser o que e como quiser, fazer o que deseja e se amar como bem entender.
Neste 8 de março, data em que comemoramos o Dia Internacional da Mulher, fazemos uma homenagem a todas que lutam, desde o início dos tempos, por igualdade de direitos e contra os mais variados tipos de violência que uma mulher pode sofrer. Utilizamos este espaço para falar dos sonhos das jovens daqui e também reconhecer o trabalho daquelas que estão há anos conquistando o seu espaço em nossa sociedade e nos mostrando que as mulheres são capazes de construir, implementar e apoderar-se do mundo e também de si mesmas.

Sobre a mulher que desejo me tornar no futuro: uma mulher de sucesso. Afetiva e profissionalmente bem sucedida. Empoderada, dona de si, ponderada e madura. Capaz de realizar as metas que tracei para meu futuro e gerir minha vida de maneira inteligente. Desejo conhecer o mundo ao máximo e explorar a infinidade de possibilidades que o futuro me reserva. Pretendo tornar-me mais forte. Viver em um mundo mais igualitário e justo às mulheres. Ter desprendido-me dos maus costumes e defeitos e ter conservado as virtudes e valores morais que me foram ensinados. Carregar o bem e somente ele e fazer do exercício da profissão que escolher, uma ferramenta para ajudar ao próximo.

Emmanuella Cardozo
Estudante

Elas têm força, beleza e sabedoria, ela é MULHER! Elas entram com tudo na nossa vida e transformam completamente. O dia 8 de março é resultado de uma série de reivindicações das mulheres, importante data e comemoração pelos direitos já conquistados. É sempre gratificante quando em uma data como esta nos lembremos das Mulheres felicitando-as, porque na verdade ela constitui o núcleo da família, que é o bem mais precioso que o ser humano pode ter. Mulher aquela que tem um coração enorme sabe o que quer e luta pelo que tem, aquela que nunca cansa de amar. Sorte de quem tem uma mulher do lado. Para mim o Dia Internacional da Mulher é todas se sentirem livres, fazer o que bem entenderem, estar do lado de quem a gente ama e nos quer bem. Parabéns a você mulher que é sensacional, daquelas incríveis, de sorriso doce, olhar meigo e atitudes maduras. Em especial para minha mãe Beti.

Waleska Nied
Estudante

A força das mulheres  daqui!

Para homenagear todas as três-passenses, conversamos com algumas mulheres daqui que atuam em diferentes ramos para conhecer os seus desafios e o seu trabalho, seja à frente de entidades, movimentos e empresas.

Presidir entidades é uma doação, uma forma de agradecer e contribuir para a comunidade em que você vive. Muito além da doação de tempo e trabalho, posso dizer que os benefícios também são enormes, a gente aprende muita coisa, desde conhecer melhor as pessoas, coordenar projetos, falar em público, ouvir as pessoas para poder representa-las. Presidir uma entidade é bem mais desafiante do que gerenciar uma empresa , pois não é só o teu olhar ou atitude sobre determinado assunto,, então deve ter a sensibilidade para perceber o caminho que a maioria quer tomar, motivar e defender uma causa de todos. Com certeza é um desafio muito gratificante, que gerou muito aprendizado.
O maior desafio como mulher é equilibrar tempo, prioridades e funções. Com o passar dos anos a gente percebe que tempo é uma questão de escolhas, então temos que priorizar oque realmente é importante para nós, na empresa e na vida pessoal…. sem esquecer do principal que é de arrumar tempo para cuidar de nós mesmas, saber onde podemos carregar as nossas baterias para estarmos fortes quando tivermos que enfrentar os nossos belos desafios de ser mulher.

Miria Seghetto, empresária e coaching

O que me inspira nas mulheres a desenvolver o meu trabalho é pensar que eu posso deixa-las ainda mais lindas do que já são, poder destacar a beleza delas em ocasiões importes que podem marcar suas vidas.
Me inspira saber que elas irão surpreender as pessoas sendo vistas com outros olhos, até mesmo pelos seus companheiros. Me fascina deixa-las lindas e ainda confortáveis em um mundo onde as mulheres modernas trabalham fora, cuidam dos filhos e cumprem todos os afazeres necessários.
Meu trabalho me realiza e realiza outras mulheres. Eu crio vestidos exclusivos, onde deposito toda a minha criatividade pensando em cada detalhe de acordo com o gosto de cada mulher, deforma que ela se autodescubra.
Uma mulher empreendedora é aquela que ama o que faz, gosta do seu trabalho, que luta e não desiste fácil, que não deixa qualquer erro abalar. Me considero uma mulher empreendedora, porque batalhei bastante para estar onde estou e superei minhas próprias expectativas. Meu desejo é de que as mulheres saiam do meu ateliê sempre satisfeitas com o meu trabalho e que saibam que são elas quem me inspiram a fazer o que faço.

Ana Hettwer, estilista e empreendedora

O principal desafio nada mais é que ser você mesma, ser mulher. Afinal a nossa história no Rio Grande do Sul, assim como no Brasil a figura da mulher sempre esteve presente na sociedade, quer nos lares, na gerência das estâncias ou até mesmo nas batalhas. É desafiador assumir tamanha responsabilidade, além dos afazeres do lar, de ser esposa, de ser mãe, de ser profissional. Aliado a tudo isto, ser multiplicadora das “coisas do Rio Grande”, buscando um entendimento coeso e de respeito de que todos somos iguais, fazendo parte desta instituição chamado Movimento Tradicionalista Gaúcho, construído por homens e mulheres.
Partindo do pressuposto que como coordenadora sou a voz feminina, sou sim forte. Voz esta, que representa várias mulheres que vem conquistando seus espaços, em suas casas, profissões, instituições. A ferramenta essencial nesta conquista é a voz. É através dela que adquirimos conhecimentos e somos propagadoras dos mesmos. Ser mulher, coordenadora da minha querida vigésima região é um privilégio único, um sentimento de que nós estamos no caminho certo de uma sociedade moderna e sem preconceitos. Ser esta coordenadora é poder usar minha voz e dizer que além de grandes homens gestores de nossa região, há várias mulheres que se dedicam pelo nosso Rio Grande, tantas Divas, assim como Dani, Eliane, Salete, Gise, Mari, Meri, Eva, karime, Luiza, Giula,Cristina, Camila, Amanda, Heloisa, Marcia, e claro Vitórias, mulheres de excelência. Esta é a vigésima, somos mulheres, com seus cargos, patroas, diretoras, executivas, administrativas, culturais coordenadora, que tem na essência a delicadeza do seu ser, a postura da figura feminina, reflexo de sua firmeza e sabedoria.

Luciana Rolin, Coordenadora da 20º Região Tradicionalista

Um parabéns especial

Dia 8 de março comemora-se o Dia Internacional da Mulher, uma data especial onde em todo o mundo são feitas comemorações e homenagens para estas que na verdade são dignas de serem homenageadas todos os dias do ano.
Neste Dia da Mulher não poderíamos deixar de homenagear a mulher que mais luta pela saúde em Três Passos. Você é força representativa da comunidade hospitalar.

Sem Título-4

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *