Selito.Curtas
  • Por: Selito Schmitt
  • Contato: selito@jornalatualidades.net
  • Formação / Profissão: Jornalista

Curtas

É um descalabro que uma lei de incentivo à cultura, a tal Lei Rouanet, tenha servido para desviar dinheiro público para festas particulares. Até casamento de gente chique foi incrementado com música sertaneja paga com tais incentivos conforme apurou a Polícia Federal na operação denominada Boca Livre. Seriam cerca de R$ 180 milhões desviados nos últimos anos.

Campanha eleitoral já começou em Três Passos. Nas últimas sessões com transmissão pelas emissoras de rádio, vereadores aproveitaram para fazer discursos mais incisivos. A Lélia, emocionada, discursou em tom de despedida, embora tenha ainda meio ano de mandato parlamentar. Disse que a partir do ano que vem vai cuidar mais da família.

Na Câmara estão também os dois pré-candidatos a vice-prefeito. O Paulinho Zugel (PMDB) que chegou a flertar ser vice do Zé Carlos, será vice da ex-prefeita e deputada Zilá numa coligação PSDB/PMDB. Já o Jorginho Dickel (PT) que juntamente com o PC do B inicialmente compôs a aliança com a atual administração e logo rompeu tornando-se oposição, agora será vice na chapa encabeçada pelo atual prefeito José Carlos do Amaral (PTB). É o velho ditado: com o andar da carruagem, as abóboras se acomodam.

A se confirmarem as candidaturas, Três Passos que é o maior colégio eleitoral da região, terá um pleito disputadíssimo. A Zilá já foi prefeita duas vezes, é deputada estadual e estará coligada com um dos partidos mais fortes do município, o PMDB. O Zé Carlos vem fazendo uma boa administração, é vice que se tornou prefeito pela renúncia do titular e seu partido, o PTB, igualmente é um dos mais expressivos do município. Seu vice, além de trazer junto o PT e PC do B, foi o vereador mais votado no último pleito, é um médico conceituado na área pública e com ótimo trânsito em todo o eleitorado, independentemente de partido.

Em Vista Gaúcha, conforme entrevista do prefeito Claudemir Locatelli ao jornalista Jalmo Fornari, no programa Tribuna Popular da Rádio Província sábado último, não haverá disputa para prefeito no pleito eleitoral de outubro. Será apresentada candidatura de consenso. Disse o prefeito que o acerto foi feito para as duas próximas eleições. Em se confirmando, será uma campanha de custos baixíssimos.

PENSAMENTO: ”Nunca foi um bom amigo quem por pouco quebrou a amizade”. (Provérbio popular).

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *