Diretor da Cecília Meireles (Coronel Bicaco) manifesta-se sobre PNEM e expõe na SEDUC experiências exitosas da escola

Em recente capacitação ocorrida na Secretaria de Estado da Educação (Seduc/RS), sobre o Programa Novo Ensino Médio (PNEM), entre os diretores que se manifestaram, fez uso da palavra o diretor da Escola Estadual de Ensino Médio Cecília Meireles (Coronel Bicaco) Luiz Flavio Rangel. Em sua fala Rangel expressou ponto de vista embasado em suas experiências como gestor da escola.

Para ele “A alteração curricular a ser implantada com o Novo Ensino Médio é um avanço significativo que implica alterar posturas de educadores e estudantes”. Considera, no entanto, que esta alteração isolada é insuficiente para melhorar os índices de aprendizagem.

“Em termos de educação, é necessário ir além dos discursos políticos” afirmou Rangel. Defendeu que a educação, para ser eficaz precisa propiciar a construção de sentidos e significados para os estudantes e valorizar os profissionais da educação. Evidenciou que “qualquer alteração na estrutura curricular passa necessariamente pela formação adequada do professor, pela motivação para continuar investindo em sua profissão e pela certeza de ter seu trabalho reconhecido pelas políticas governamentais”.

O diretor da Cecília Meireles em sua leitura da atualidade acrescentou que bons profissionais da área educacional deste país estão abandonando o magistério em função da pouca valorização. Falou também que a mudança nas práticas pedagógicas dos professores exige um profissional mais capacitado, um educador que seja valorizado pelo que está desenvolvendo.

 

Atitudes Inovadoras e Valorização Profissional

Rangel reconhece como produtiva a atitude pioneira do Estado do Rio Grande do Sul na busca constante por inovações em todas as áreas, a aceitação dos desafios que visem alterar situações de forma satisfatória. Pontuou que os professores, apesar das dificuldades desenvolvem trabalhos e práticas pedagógicas inovadoras nas diversas regiões do Estado. Que, com a construção de um novo Currículo, aliada à valorização profissional e aporte de recursos humanos e financeiros adequados teremos, enquanto escola, condições de transformar jovens desmotivados em pessoas abertas a novos saberes, dispostas ao enfrentamento de situações adversas, a serem protagonistas de suas próprias vidas.

Experiências Exitosas em Tempo Integral

A Escola Cecília Meireles atua em Tempo Integral desde 2016. A proposta para a implementação desta modalidade na escola, que atualmente atende estudantes do primeiro ao sétimo ano, foi construída com o grupo de professores. Os resultados na comunidade escolar já são perceptíveis e se manifestam tanto pela procura por vagas como na melhoria significativa nos índices de avaliação dos quais a escola participa.

Tais resultados, no entender de Rangel, refletem a importância da construção de práticas pedagógicas abertas, que contemplem as necessidades dos estudantes. No entanto, estes avanços só são possíveis porque foram selecionados professores com perfil adequado a atuarem com o Ensino Integral. Fator que, segundo o diretor da Cecília Meireles viabiliza a construção de uma proposta mais ampla que transcende a educação de sala de aula construindo junto com a comunidade escolar valores tão importantes quanto os conteúdos curriculares, é o comprometimento da equipe.

Na escola, atividades artísticas fazem parte da rotina escolar como auxiliares na formação de hábitos saudáveis. Por meio das apresentações artísticas orientadas pelos professores e desenvolvidas integralmente pelos estudantes constata-se o envolvimento cada vez maior da comunidade escolar, de modo especial dos pais dos estudantes, em torno do projeto da Educação em Tempo Integral.

(Fonte: 21ª CRE – Três Passos)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *