fabricio
  • Por: Fabricio Guerra
  • Contato: fabricio10silva10@gmail.com
  • Formação / Profissão:

Embate greNAL

Com uma atuação muito abaixo das que vinha apresentando no campeonato brasileiro, O Inter foi derrotado por 2 a 1 diante da Chapecoense.

O desfalque de Rodrigo Dourado pesou, mas não pode servir de bengala para justificar a derrota. Algumas individualidades não tem conseguido manter o mesmo nível de atuação que vinham apresentando no primeiro turno. Zeca e Iago fizeram um jogo muito aquém, tanto na parte defensiva como ofensiva ambos não conseguiram contribuir para a equipe, já faz alguns jogos que o rendimento dos laterais não é bom e assim podem estar colocando em cheque suas respectivas titularidades.

O volante Patrick, jogador que mais jogou pelo Inter na competição, parece estar sentindo o acumulo de minutos em campo, não conseguindo apresentar mais a mesma intensidade.  Em alguns momentos o jogador tem dado preferência para lances de efeito, buscando as jogadas individuais, prejudicando a produção ofensiva da equipe. O técnico Odair deve corrigir e buscar recuperar os atletas, pois nesta reta final o grupo precisa estar mais ligado do que nunca.

A camisa 9 colorada que tem sido motivo de tormento para seus torcedores, Alvez tem brigado com a bola, por vezes não consegue segurar a marcação e muito menos dominar a “esférica”. Leandro Damião é uma incógnita, pois ninguém sabe qual a sua real condição física. Sobre a penalidade desperdiçada, faz parte do jogo, porém, o que nenhum torcedor compreende é que mesmo tendo D´alessandro e Camilo em campo, Damião foi o incumbido a bater o pênalti, erro que culminou com a perda de 1 ponto importante para a sequência do Brasileirão.

A derrota não é motivo para terra arrasada, a competição é difícil. O Inter segue vivíssimo na luta pelo título, os erros da derrota em Chapecó servem de alerta e exemplo para tudo que o Inter não pode voltar a fazer dentro do campeonato.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *