Iniciativa do governo ganha prêmio nacional por facilitar investimentos

Entre cem experiências brasileiras em gestão pública, três receberam na quarta-feira, 20, o Prêmio Excelência em Competitividade – Destaque Boas Práticas, que pauta a atuação dos líderes públicos brasileiros na melhoria da competitividade dos seus estados. A cerimônia de entrega da homenagem ocorreu em São Paulo, com a presença de diversos governadores, além do de São Paulo, Geraldo Alckmin.

O chefe da Casa Civil do Rio Grande do Sul, Fábio Branco, representou o governador José Ivo Sartori na cerimônia em que o troféu foi entregue ao diretor da Sala do Investidor, Adriano Boff, da Secretaria do Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia (Sdect).

A metodologia utilizada na premiação analisou 10 pilares que fornecem uma visão sistêmica da gestão pública estadual para criar um ranking. O ranking é do Centro de Liderança Pública (CLP), que desenvolve líderes do setor público empenhados em promover mudanças com gestões eficazes e melhoria das políticas públicas. Tem o apoio da BM&F Bovespa e da empresas Tendência – Consultoria Integrada e The Economist Group.

A Sala do Investidor é um escritório de projetos que coordena a abertura de empresas e capta investimentos para o estado. O empreendedor apresenta eletronicamente o projeto e é assessorado por todos os órgãos pertinentes. Além disso, é designada uma pessoa de dentro do governo como gerente, que fica responsável pela execução da proposta e por prestar toda a assessoria necessária para garantir a alocação do investidor.

Para Adriano Boff, que recebeu o prêmio na B3 (antiga Bmf&Bovespa), a ferramenta facilita a relação do meio empresarial com o Rio Grande do Sul. Desde 2015, mais de 50 foram concluídos e estão em operação, totalizando quase R$ 4 bilhões em investimentos.

Entre outros finalistas estão também experiências do Paraná (Família Paranaense), que visa a reduzir a pobreza e tem como  base a intersetorialidade, indo desde o âmbito estadual até o local, elaborando para cada região um plano de ação individualizado, e a Infovia – RO, que é uma infraestrutura própria de fibras ópticas conectando os entes públicos do executivo estadual, parceiros e o cidadão em alta velocidade e disponibilidade.

O Pacto Pela Educação, de Pernambuco; o Plano de Desenvolvimento Sustentável de Rondônia; e o Sigefes, do Espírito Santo, também são finalistas.

Fonte Assessoria de Imprensa / Estado do Rio Grande do Sul

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *