Lançamento 5º Festival de Cinema de Três Passos e Sessão Encerramento Cineclube

Dia 17 de julho/2019, às 20h, no Cine Globo, uma programação dedicada à  comunidade três-passense.
Comunidade que, por meio de suas empresas, instituições e pessoas, solidariamente, realiza  o Festival de Cinema de Três Passos desde 2014, assim como, atividades de instrumentalização para o fazer audiovisual, envolvendo  o universo educacional/comunidade.
O Projeto #Cidade Cinematográfica em sua 3ª edição, neste ano patrocinado pela Secretaria Estadual de Cultura RS, com o apoio da SMEC, 21ª CRE, Cine Globo, Pró-Arte e Coletivo do Festival de Cinema, proporcionou sessões do Cineclube e oficinas.
Como um dos resultados, produções audiovisuais locais/regionais, estarão na programação da  5ª edição comemorativa do Festival de Cinema de Três Passos, que acontece de 05 a 09 de novembro de 2019.
*Lançamento da 5ª Edição do Festiva de Cinema de Três Passos 2019

*Encerramento Cineclube – Projeto #Cidade Cinematográfica Ano 3:

Exibição dos curtas-metragens produzidos em Três Passos – Oficina Mãos à Obra 2016/18 e   Melhor Curta Júri Popular FCTP/2018. Após, debate com os realizadores locais.

–  PALADINO FUTEBOL PAIXÃO – Raniele Quevedo de Lima – 2016 – Resgate da trajetória do Paladino Futebol Clube, tradicional equipe de futebol do distrito de Padre Gonzales.

– O ENTALHADOR DE HISTÓRIAS – Valdinei de Vargas Silva – 2016 – Documentário sobre o artesão Mauro Rückert, idealizador do Jardim Temático Genealógico Rückert-Tahl, responsável pela produção do troféu Levy, destinado à premiação de vencedores da Mostra Competitiva do Festival de Cinema de Três Passos.

– DONA BUGRA – A PERIFERIA GRITA – Maike Willian – 2018 – Documentário sobre a realocação de famílias pobres pelo Poder Público, da periferia para a periferia e problemas decorrentes.

– HOTEL IDEAL – MAIOR E MELHOR – Juliane Cornelius/Giovana Tainá Soranzo – 2018 – No centro de Três Passos, um “monumento” chama a atenção pelo seu tamanho, arquitetura e, aparentemente, desocupação. O antigo HOTEL IDEAL é objeto de saudosismo para alguns que o conheceram em pleno vapor, e curiosidade para quem passa e o vê imponente, mas fechado. Essa é uma história que precisa ser contada e salva nas memórias.

– MINHA MÃE, MINHA FILHA – Alexandre Estevanato – SP – 2018 – Quando as lembranças se perdem, é preciso começar de novo todos os dias, com amor, pois o amor é parte do que somos e não do que lembramos.

Elvidia Zamin – Coord. Pró-Arte,

Henrique Lahude – Coord. #Cidade Cinematográfica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *