Museu da Colonização deverá ser demolido

O Museu Municipal da Colonização, localizado no Parque de Exposições Egon Júlio Goelzer, poderá ser demolido nas próximas semanas. Segundo informações que obtivemos junto ao poder público municipal, a casa que abriga o museu apresenta situação precária, tomada pelos cupins, e que pode ruir se não for tomada alguma providência.
Por solicitação da editoria do Jornal Atualidades, a Administração Municipal explicou que entende ser o Museu de suma importância para história e cultura três-passense, além de ser um ponto turístico. No intuito de buscar a revitalização do espaço, encaminhou pedido de recursos junto ao Governo Federal para esta finalidade. A Proposta nº 019710/2017 foi aprovada pelo Ministério do Turismo, porém o Governo Federal realizou cortes no orçamento e infelizmente o projeto não teve andamento pelo órgão competente.
No entanto, no início de 2018, após vistoria e avaliação técnica do setor de engenharia da Secretaria Municipal de Obras e Viação da Prefeitura, para verificar as condições do Museu, constatou-se que o prédio não apresentava condições para oferecer segurança aos funcionários, visitantes e ao acervo.
Do Parecer Técnico: “visivelmente o prédio está com partes importantes da estrutura comprometida, que podem vir a colapsar a qualquer momento. O assoalho apresenta ondulações e separações bastante proeminentes. Há presença de cupins em várias partes da estrutura, paredes e janelas”.

Interdição
Diante disso, o Setor de Engenharia finalizou o documento opinando “pela interdição do prédio do Museu da Colonização com urgência, visando preservar a integridade física dos visitantes, funcionários e a preservação do valioso acervo existente no interior dele”, comprovando também o estado de conservação com um registro fotográfico do local, vindo ao encontro a outros pareceres com o mesmo entendimento.
Em face da situação, e do perigo iminente relatado pelo setor de engenharia, a Administração Municipal acatou o Parecer Técnico, anuindo com a interdição do museu, sobretudo por entender que o local não possui mais condições de ser aberto ao público devido à falta de segurança, que poderia colocar em risco, inclusive a vida das pessoas.
Em abril de 2018, a Secretaria Municipal de Educação e Cultura esteve reunida com os membros do Conselho Municipal de Cultura para expor o Parecer Técnico e deliberar a acerca da situação do Museu e de seu acervo, ficando a Prefeitura Municipal encarregada de guardar as peças.
Tendo em vista a importância histórica e cultural das cerca de 1.000 peças que compõem o acervo, a Administração Municipal nomeou, em 29 de maio de 2018, membros para compor a Comissão de Desinstalação do Museu Municipal da Colonização.
A Comissão, juntamente com o Setor de Patrimônio do Município de Três Passos, realizou a catalogação das peças do acervo do Museu, as quais serão embaladas e identificadas com rótulos e armazenadas em local seguro, até o momento que hajam recursos disponíveis para construção de novo local.

Sem condições de reforma
Com base nas avaliações e pareceres, a Administração Municipal informa que a estrutura onde encontra-se o Museu terá de ser demolida por não apresentar mais condições, inclusive de reforma. Todavia, como o exposto acima, todas as medidas cabíveis para preservação da memória, denotada pelo que representam seus bens, estão sendo tomadas com todo o zelo e cuidado.
Vale ressaltar que o museu foi construído há mais de 20 anos, quando se tentou reproduzir o estilo colonial, vindo a ser construído de madeira, sendo as paredes com tábuas de pinho e o assoalho com tábuas de eucalipto, assim como sua ampliação, em 2002. Portanto, uma estrutura frágil e susceptível ao tempo e suas intempéries.
A tentativa de reprodução é válida, porém devemos considerar que à época da construção já não havia disponibilidade de madeiras de lei, utilizadas nos casarões antigos. Nem tampouco haviam métodos de tratamentos mais modernos, tais como os tratamentos a vácuo, que garantem uma durabilidade de mais de 15 anos contra agentes degradantes como: cupins, fungos, bactérias, etc, que hoje comprometem a estrutura do Museu de Três Passos.
Ressaltamos que tais medidas foram adotadas para evitar imprevistos futuros e irreparáveis, como o ocorrido recentemente com o Museu Nacional do Rio de Janeiro – um desastre que comoveu o mundo e causou um dano irreparável à memória histórica com a destruição do seu acervo.

Novo Museu
Informamos que há solicitação de recursos junto ao Governo Federal para a construção da nova estrutura física do Museu Municipal da Colonização, que depende de liberação. Ainda, com o objetivo de incentivar a produção cultural no país, a Lei Rouanet permite que empresas e pessoas físicas destinem a projetos culturais parte do Imposto de Renda devido, recursos que estaremos capitaneando.
A Administração Municipal de Três Passos está avaliando a possibilidade de parte do acervo ser montado no Pavilhão D do Parque Municipal de Exposições, após a realização da Feicap 2019. Entendendo dessa maneira ser uma oportunidade da história de Três Passos ficar exposta, possibilitando à visitação do público.

Manifestações
Gostaríamos de colher manifestações da comunidade acerca da demolição do museu, que poderão ser expressas pelo e-mail jatualidades@gmail.com ou no site www.jornalatualidades.net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *