Prefeitura de TP emite nota a respeito de denúncias contra servidoras da EMEI Elso Severnini

Na última semana foi tornada pública uma denúncia a respeito de supostos maus tratos que teriam sido cometidos por duas servidoras municipais, lotadas na Escola Municipal de Educação Infantil (EMEI) Elso Paulo Severnini, localizada na Rua Gaspar Silveira Martins, no bairro Erico Verissimo, em Três Passos.

No início desta tarde, a administração municipal emitiu uma nota de esclarecimento a respeito da questão.

De acordo com a prefeitura, um processo administrativo foi aberto, após a denúncia ser realizada, para apurar a atuação de duas servidoras que foram denunciadas: uma professora e uma servente. As duas servidoras também foram ouvidas. Após este contato, as servidoras apresentaram um atestado e, ao retornarem às funções foram imediatamente afastadas das atividades escolares.

O processo administrativo disciplinar segue em andamento, a fim de apurar as denúncias.

Tanto a professora como a servente foram aprovadas em concurso público e exercem suas funções já há nove meses.

A íntegra da nota da prefeitura pode ser lida abaixo:

NOTA DA PREFEITURA MUNICIPAL DE TRÊS PASSOS

A Administração Municipal de Três Passos, diante da denúncia de maus tratos na Escola Municipal de Educação Infantil Elso Paulo Severnini, vem a público prestar esclarecimentos à comunidade.

Assim que os fatos chegaram ao conhecimento da Administração houve a abertura do processo administrativo competente, sendo que duas servidoras denunciadas – uma professora e uma servente – foram ouvidas para prestar esclarecimentos. Após este contato, as profissionais apresentaram atestado médico, sendo que ao retornarem às suas funções foram imediatamente afastadas das atividades escolares, dando-se prosseguimento às averiguações com instauração de Processo Administrativo Disciplinar.

A título de esclarecimento, a professora foi aprovada no último Concurso Público realizado pelo Município, estando nomeada há 9 meses; já a servente passou por Processo Seletivo para o cargo, exercendo a função há 9 meses. Ambas as servidoras, habilitadas por processos seletivos, após assumirem os cargos públicos receberam orientações pedagógicas e treinamentos necessários, como formações continuadas, assim como todos os demais professores da rede.

A Secretaria Municipal de Educação não tolera qualquer tipo de ato hostil realizado por seus servidores e, diante da grave denúncia, está tratando a questão com a rigidez e transparência que o caso exige, sempre atentando para os preceitos basilares do ordenamento jurídico brasileiro.

A Rede Municipal de Ensino de Três Passos, composta por 17 escolas, é contemplada pela riqueza pedagógica, por espaços físicos que recebem importantes investimentos e pautada por um trabalho sério, que objetiva melhorar significativamente a educação do município.

A concretização desta educação de referência é resultado da relação coerente entre família, escola, educadores, educandos e gestão; e de todo empenho em proporcionar formação e propiciar um ambiente adequado para que o aprendizado aconteça.

O afastamento preventivo das servidoras denunciadas, repita-se, foi a primeira medida tomada e a apuração dos fatos será feita com a celeridade que o caso exige.

Reforçamos a toda comunidade escolar e em geral que, se confirmados, os fatos ocorridos são isolados, uma vez que o quadro de professores e servidores da Rede Municipal de Ensino conta com trabalhadores sérios, dedicados e que, principalmente, são vocacionados para realizar as suas atividades.

Fonte Rádio Alto Uruguai

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *