Primeiro ano de seu filho na escola?

O primeiro ano letivo é sempre sinônimo de muita ansiedade e preocupações por parte dos pais. Surgem dúvidas em como auxiliar na adaptação, como encarrar essa mudança na rotina, entre inúmeras outras.

Foi por esse motivo que conversamos com a pedagoga Inês Rosane Antoniazzi, que atua no ensino fundamental do município de Três Passos, sobre a inserção das crianças na vida letiva. Confira:

J.A – O que o início da vida letiva representa para a criança?

Inês – A inserção das crianças na educação infantil é um período rico de encontros e desencontros, exigindo dos profissionais constante atenção, para que possam encorajar e facilitar essa nova e importante experiência vivida pelas crianças e seus familiares, sendo a socialização da criança uma forma de aprender a conviver com o meio no qual ela está inserida, entende-se, portanto que é um processo de interação necessária pra o seu desenvolvimento, pois através dele a criança satisfaz suas necessidades e assimila a cultura o qual se inicia com o nascimento e mesmo que sofra mudanças, continua ao longo de toda vida.

J.A – Como nos pais podem ajudar a desenvolver um elo de confiança entre a escola, a professora e a criança? Quais as dicas para o primeiro dia de aula?

Inês – Essencial haver um clima de expectativas positivas em relação às crianças e as famílias de forma a encorajá-las a ultrapassar seus medos e a ter iniciativas, pois as crianças em seu próprio tempo dão um impulso a uma abordagem humanizadora à intervenção educativa.

            Sugere-se que a mãe ou o pai permaneçam dentro da sala nos primeiros dias, mas assim que possível se retirem para um local próximo à sala de aula e visível a criança. Aos poucos, irão se afastando até que sua permanência não seja mais necessária. Outra sugestão é que nunca devem sair escondidos, sem se despedir, pois isto poderá gerar uma quebra de confiança na criança.

Desta forma, a escola viabiliza a participação e a presença das famílias, fazendo com que participem na vida escolar das crianças, proporcionando na rotina escolar diferentes momentos que busquem a presença da família, iniciando dessa forma uma relação de corresponsabilidade e compromisso,

J.A – Como deve ser a rotina da criança nos dias que antecedem o primeiro dia de aula para ocorra uma melhor adaptação?

Inês – Deve-se levar em consideração que a inserção da criança no ambiente escolar e seu desenvolvimento social não é um processo rápido e fácil, mas requer uma preparação adequada e mudanças atitudinais de todos que atuam direta ou indiretamente.

É essencial haver um clima de expectativas positivas em relação às crianças e as famílias de forma a encorajá-las a ultrapassar seus medos e a ter iniciativas, pois as crianças em seu próprio tempo dão um impulso a uma abordagem humanizadora à intervenção educativa.

 Muitos estudiosos da área da educação vêm defendendo a ideia de uma inserção gradativa da criança e com mais entrosamento entre a família e a escola, para tornar este momento o mais tranquilo e significativo para todos.

Acreditando ser importante que os pais fiquem por algumas horas nos primeiros dias na escola e, com o tempo, este horário vai sendo reduzido para eles e ampliado para a criança, até que esta consiga sentir-se segura para permanecer o tempo normal e sem a sua presença, uma vez que isso já acontece nas escolas aqui em Três Passos.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *