Programa Pró-Biodigestores é entregue por Grupo de Trabalho ao Governador Sartori

Resultado do esforço de mais de um ano de reuniões e audiências públicas do Grupo de Trabalho da Matriz Produtiva dos Biodigestores, a sugestão de um Programa de Estado foi entregue por representantes de instituições públicas e privadas coordenadas pela deputada estadual Zilá Breitenbach, ao governador do RS, José Ivo Sartori, nesta terça-feira (15).

O material que possui desde um diagnóstico sobre a biomassa gerada no estado, sua potencialidade e os desafios hoje enfrentados por vários municípios, que estão inviabilizados para aumentar a criação animal até achar uma resolução viável e sustentável para a destinação dos dejetos, sugere medidas imediatas e a longo prazo para tornar a tecnologia uma realidade no campo, e, futuramente também nos centros urbanos.

 “Concluímos, após esta etapa dos trabalhos, que para os biodigestores se tornem acessíveis aos produtores rurais, é preciso a instituição de uma política de incentivo à geração de energia a partir de resíduos orgânicos da cadeia produtiva, com a extensão da regulação e dos benefícios da Lei nº 14.864, de 11 de maio de 2016, a toda a cadeia do biogás; também a adequação das linhas de crédito existentes nas instituições de fomento às necessidades e peculiaridades dos criadores de animais e suas redes de integração e cooperação”, explica a deputada Zilá, que também preside a Frente Parlamentar de Apoio à Matriz Produtiva dos Biodigestores, e que está protocolando um projeto de lei que define um Marco Legal para aproveitamento da Biomassa no RS.

“Temos que dar este passo sob a ótica de que estaremos atrasando o desenvolvimento econômico do nosso estado, Santa Catarina já avançou. Dar a destinação correta para os dejetos é um problema real, e os biodigestores são uma solução responsável” diz a secretária de do Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Ana Pelini.

O presidente da Comissão de Agricultura da ALRS, Adolfo Brito, que acompanhou a entrega do documento, frisou o trabalho da deputada Zilá em reunir diversas entidades do setor em torno de um tema relevante para incentivar a permanência das famílias no campo com qualidade de vida.

A reitora da UERGS, Ariza da Luz, enfatizou a maneira como o trabalho foi feito unindo instituições de ensino e pesquisa, além da indústria, governo, cooperativas, representantes da cadeia produtiva, e que deve servir de exemplo para tratar de outros temas estaduais.

O governador Sartori nomeou os secretários estaduais de Agricultura, Odacir Klein; Desenvolvimento Rural, Tarcício Minetto; e Ambiente Sustentável, Ana Pelini, para coordenarem as ações do Programa Pró-Biodigestores, que foi entregue pelo Grupo de Trabalho.

“É um projeto bem abrangente, uma proposta boa e responsável, assim nomeio os secretários para que formem uma equipe e se reúnam com a deputada Zilá e o Grupo dos Biodigestores, para que este programa realmente funcione e beneficie os gaúchos, explicou Sartori.

Assessoria de Comunicação Social/Gabinete da deputada estadual Zilá Breitenbach (PSDB)/Foto: Bethania Haas Loblein


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *